Cadastre-se para receber meu e-book!

Categoria

MEDO DE VIVER, VOCÊ TEM?

7 de novembro de 2016
img_1446

Durante muitos anos eu me travei! Vivi num Universo limitado criado por mim…e não entendia pq as coisas fluiam pras outras pessoas e não pra mim.

Eu tinha uma necessidade tão grande de controlar pelo medo de sofrer que eu ia enrijecendo as minhas realizações.

Como assim eu ia soltar e deixar as coisas acontecerem naturalmente? Não! Isso p mim não funcionava, porque o que eu queria mesmo era controlar e na medida em que eu tentava fazer isso, eu ia perdendo oportunidades, não conseguia enxergar as oportunidades que a vida tava me dando. E que tal perceber os sinais da vida??? Jamais!
Eu queria mesmo era ficar fechadinha numa caixinha onde eu pudesse me sentir segura, naquele lugar onde não tinha muitas realizações, mas pelo menos eu não precisava me arriscar pra nada (ainda bem né?) e tava tudo bem!

Afinal, aquele lugar era conhecido e eu me sentia acolhida por aquele “quentinho”. Mas o quentinho começou a ficar morno…

E dentro de mim começou a pipocar. Sim! Parecia que algumas asinhas tavam querendo sair das minhas costas pra que me dessem condições de voar.

Mas claro, nesse momento veio aquela dúvida: “mas pra eu deixar essas asas nascerem, eu preciso abrir mão daquele lugar pequeno e ilusoriamente seguro!”. E meu coração começou a pular!

Pular por um certo medinho e pular pela possibilidade de me sentir livre!

E eu lembrava tanto de um livro do Deepak Chopra que que falava que uma das leis do Universo era o desapego! E lembro bem de um exemplo que ele deu que mudou a minha vida, que era o seguinte:

Quando a gente vai num restaurante e faz o pedido a gente não fica indo na cozinha o tempo todo pra checar se a comida vem ou não, né? A gente tem certeza que o pedido vai vir e simplesmente aguarda de forma desapegada!

E isso fez todo o sentido! Eu precisava ir em busca do que fazia meu coração pulsar mais forte, daquilo que fazia sentido pra mim, e o que eu desejava iria vir naturalmente. E a vontade de manter o meu coração pulsante ultrapassava aquele medo, aquela vontade de ficar presa naquela caixinha morna e sem graça que não tinha mais valor pra mim, por mais que tinha uma parte minha que queria voltar pra lá, porque naquele lugar eu não precisaria me arriscar, não precisaria fazer esforço.

E pra viver uma vida com sentido é preciso se colocar à prova, se colocar à disposição do Universo…da vida! E, no início é desconfortável e incomoda, mas depois a gente acostuma e toma gosto pela coisa! A gente não se permite mais viver mais ou menos e se entrega pra vida!

E eu tenho estado nesse lugar que evitei por tantos anos! E hoje eu sei que o meu medo não era de sofrer e sim de VIVER!

Então, hj eu me coloco à prova sim, de tudo q faz sentido p mim até mesmo pra ter referência e dizer se quero ir prum determinado caminho ou fazer isso ou aquilo. Mas é preciso experimentar! Passar a vida falando que não gosta de jiló sem nunca ter experimentado é deixar de sentir o gosto da vida!

E assim eu vou caminhando, não deixando a vida passar, mas seguindo no mesmo passo dela! Mesmo com frio na barriga, medo de fracassar, suor nas mãos, e sem estar 100% segura! Mas vou!

“A vida é maravilhosa se não se tem medo dela.”
Charles Chaplin

Se você deseja receber minha newsletter diretamente no seu email, basta cadastrar no meu site.

Você também pode gostar de

Sem Comentários

Deixe um comentário